BEM-VINDOS AO NOSSO BLOG, QUE DEUS VOS GUARDE E PROTEJA!

BEM-VINDOS AO NOSSO BLOG, QUE DEUS VOS GUARDE E PROTEJA!

sábado, 29 de março de 2014

INICIADO O ANO DO V CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE NOSSA SANTA MADRE

SALVE O ANO CENTENÁRIO TERESIANO
28 DE MARÇO DE 2014 - 2015


JUSTO NO DIA 28 DE MARÇO DESTE ANO
O EVANGELHO DA SEXTA-FEIRA DA 3ª SEMANA DA QUARESMA
NOS LEVOU A MEDITAR SOBRE A CENTRALIDADE DO "SHEMÁ":

"Ouve, ó Israel! O primeiro mandamento é (amar a Deus)... E o segundo é (amar ao próximo)...
Não existe outro mandamento mais importante do que esses dois!" (Mc 12,28-34).

Nossa Comunidade descalça secular juntou-se à Comunidade das monjas do Carmelo de Camaragibe, aos amigos de Sta. Teresa, aos irmãos terceiros do Carmo e tantos outros amigos do Carmelo para a celebração solene da abertura do Ano Centenário. A Santa Missa foi celebrada às 19.30 horas pelo Pe. Denis.



Depois da Missa nos encontramos e confirmamos a grande ciência divina recebida por nossa Santa Madre Teresa de Jesus para conduzir seus filhos espirituais no caminho da santidade. Como no texto do Evangelho do dia, lido na celebração, ela também, no seguimento de Jesus, foi direto ao essencial. Pois o dinamismo da vida é o amor que tece as relações entre os homens. Jesus resumiu assim. O nosso Papa Francisco, na sua exortação apostólica "Alegria do Evangelho", fundamenta suas reflexões assim. E Santa Teresa, com toda a sua simplicidade, fundamenta tudo na vida espiritual igualmente assim, já no século XVI.

Lembramos e guardaremos isto durante este Ano Centenário:

"Para aproveitar muito neste caminho e subir para as moradas que desejamos, não é se pensar muito mas amar muito; e assim, o que mais as despertar a amar isto fazei, irmãs!" (4ªs Moradas 1,7)

"Entendamos, filhas minhas,
que a verdadeira perfeição é o amor de Deus e ao próximo.
Quanto mais fielmente guardarmos esses dois mandamentos, tanto mais perfeitas seremos. A nossa Regra e as nossas Constituições, em seu conjunto, não servem senão de meios para seguir isso com mais perfeição".
(1ªs Moradas 2,17)

*

quinta-feira, 20 de março de 2014

A PRESENÇA DA NOSSA COMUNIDADE NA FUNDAÇÃO DO GRUPO OCDS EM MACEIÓ

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
FUNDAÇÃO DO GRUPO “NªSª do Monte Carmelo"
EM MACEIÓ (AL)

Com a implantação do Carmelo em Maceió, logo a Madre Celina, junto com outras irmãs iniciaram uma articulação de fiéis em torno do Carmelo, praticando uma vida de oração pessoal e litúrgica. Quando da inauguração da casa definitiva do Carmelo Sta. Teresinha em 1º de outubro pp., no alto da colina da praia de Riacho Doce, o Carmelo de Camaragibe organizou uma caravana de amigos para a festividade, inclusive com a participação de vários membros da Comunidade OCDS de Camaragibe, entre outros o seu formador Gustavo Castro. 
Vista panorâmica do alto do Carmelo para a praia de Riacho Doce  -  Maceió
Lá, ele conheceu o Luiz Carlos e sua esposa Geane e seus dois filhos (Lucas e Luiz Gustavo). Conversaram sobre a Ordem Secular, demonstrando o casal grande interesse. Soube que havia outros. No regresso ao Recife, lhes foi enviado material para iniciarem um conhecimento maior da OCDS. Tomaram gosto e reunindo outros interessados passaram a se encontrar mensalmente com a Madre Celina e com a Ir. Maria do Carmo. De início eram quatro, no quinto encontro eram oito.
Sendo Gustavo também conselheiro ocds para o N-Ne, propôs-se visitar o grupinho de Maceió. Tudo acertado para o dia 16pp., convidou em aberto membros da Comunidade de Camaragibe para formarem uma equipe de animação fraterna voltada aos irmãos de Riacho Doce.
Como disse, fomos de Recife para o encontro em cinco da nossa Comunidade. Minha esposa Martha, eu, Fred (escapulário em outubro pp), sua esposa Mônica (que se aproxima), Fabiano com violão (escapulário 2 anos). Levamos bastante material, data-show, etc. Usamos o carro de Fred, custeando o diesel. Chegamos pelas 15hs do sábado dia 15. Nos hospedamos no Carmelo.

Os irmãos da Equipe de ajuda fraterna aos irmãos de Maceió

De Maceió foram 15 participantes (8 já caminhando e outros interessados).
PROGRAMAÇÃO DO ENCONTRO:
No Domingo, o programa foi intenso.: 7h - Laudes; 7h30 - café da manhã; 8h - chegada dos irmãos de Maceió; 9h - Sta. Missa; chegada do frei André (esteve conosco todo o encontro); 10h30 Início do Encontro, apresentações, palavra do Frei, acolhimento da Madre Celina; apresentei o powerpoint (com participações dos nossos, da Madre e do Frei), bem dinâmico; 12h - almoço, descanso-convivência; pela tarde, 14h30 - continuamos o powerpoint e respondemos a perguntas.

Participação do Frei André, nosso novo Delegado Provincial para a OCDS N/Ne

Logo encaminhamos assuntos práticos para amarrar o que já vinhamos armando antes do encontro e na primeira parte da manhã:

DATA DE FUNDAÇÃO DO GRUPO: Domingo, 15 de dezembro de 2013.
NOME DO GRUPO: NªSª do MONTE CARMELO; iniciando com 8 participantes confirmados e outros ainda a decidir;
COORDENADOR: Luiz Carlos Albuquerque (não tem e-mail ainda, tel. (82) 9985.6111);
 SECRETÁRIO: Fábio Ronei Pires Medeiros (fabio.ronci@gmail.com);
TESOUREIRA: Rosilene (Rose) Félix da Silva;
FORMADOR(A): por hora, a Irmã Maria do Carmo, e o Frei prometeu ajudar.

Passamos para esses da Coordenação algumas dicas quanto à recepção de novos, de buscar antes de tudo agora consolidar este grupinho, "fundar" bem este pequeno 'colégio de Cristo' estudando e vivendo nossas Constituições que lhes entreguei (completa, inclusive com o acréscimo do texto sobre a Comunidade Fraterna.
Enfim, foi bastante gratificante sentir a vibração do grupo. Concluímos tudo às 16h. com lanche e confraternização com as irmãs.
Saíram todos, mas nós ficamos para pernoitar evitando a viagem noturna de 4hs., só regressando na segunda feira cedo.

Pedimos as orações dos irmãos da Ordem Secular para o Senhor abençoar a fundação do Grupo "NªSª do Monte Carmelo" de Maceió.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

quarta-feira, 5 de março de 2014

2014 - REINÍCIO DOS ENCONTROS DA COMUNIDADE

Na página FORMAÇÃO deste blog encontra-se o Calendário dos Encontros programados para 2014.
Com a vinda de novos interessados, o Conselho da Comunidade analisou algumas alternativas para melhor acolhê-los. Assim é que se chegou a algo mais trabalhoso, talvez, mas que atendesse melhor os que chegam e sem logo os inserir na Comunidade assim de uma vez. Se a cada um que chegue logo se introduza no dia a dia da comunidade, isto não pareceu bom ao Conselho dadas algumas experiências passadas.

          1º Tomou então o Conselho a decisão de não receber individualmente visitantes curiosos. Mas trabalhar com os interessados previamente e só depois de algum tempo  -  juntando esses interessados  -  iniciar um atendimento mais qualificado para a situação dos mesmos dentro de uma programação apropriada. Não de forma totalmente separada da Comunidade, pois o seu Conselho e a mesma também devem participar do discernimento dos novos e para isso conhecê-los.

Essa decisão tem duas dimensões: uma relativa à vida interna, que diz respeito à dinâmica própria da Comunidade em si mesma; outra relativa à necessidade de acolher bem quem chega para nos conhecer. Os dois lados merecem ser respeitados. Tanto é assim que atualmente acolhemos todos novos que se aproximam da seguinte maneira:
  -  a) surgindo alguém interessado pela Ordem, é passado ao mesmo o contato telefônico do Formador ou do Presidente para fixarem de comum acordo data e hora para um encontro, quando já se estabelece um diálogo para esclarecimentos, oferece-se ao mesmo um livro sobre a Ocds “O Mundo é meu Carmelo” de fr. Patrício, ocd, e alguns outros textos breves mas importantes para esse momento vivido pelo interessado, como: “Discernimento vocacional para a ocds”, “O carisma do Carmelo Secular”, etc. Se o interesse for mantido, passa-se o “Blog da Província Secular”, onde encontrará praticamente todas as informações e documentos da ocds, inclusive nossas Constituições.
  -  b) mantido o contato com a pessoa interessada, depois de algum tempo, lido o material, caso persista no desejo, o Formador o reunirá a outros porventura também interessados (três ou mais) em espera de iniciarem juntos, e então fixará uma data para o início do processo de introdução na experiência comunitária.

         2º Assim, para citar no concreto da dinâmica, no momento, iniciamos dia 4 de janeiro pp. com um pequeno grupo de novos. Desta primeira reunião participaram todos da Comunidade (somos 20 membros) e os novos; com uma dinâmica especial de acolhimento, apresentações, meditação de texto evangélico, partilha fraterna, testemunho dos que já vivem o Carmelo e o significado do mesmo para suas vidas, um lanche fraterno, entrega dos Calendários e da programação formativa  -  (a cada 15 dias uma manhã toda, das 8.30 às 12.00 horas para os membros da Comunidade e de 8.30 às 16hs para os novos por 6 encontros). A partir disso os novos integram-se no Calendário e Programação da Comunidade. Iniciaram 6 pessoas: 2 tiveram mudanças no emprego e descontinuaram, e outro que devia ter iniciado não apareceu. Mas estamos realizando a iniciação ao grupo com os 3 restantes. Imagine V. que somos 3 da comunidade acolhendo no processo de integração esses 3, vê como é importante?  Serão ao todo 8 reuniões: a do dia 4 / jan- (especial, conjunta); +6 reuniões voltadas para os novos em separado e uma última todos juntos em preparação à Páscoa. A partir daí os novos participam das reuniões regulares da Comunidade.

3º Acontecem os 6 encontros preparatórios para ingressar na experiência comunitária com a seguinte forma: na 1ª parte da reunião ficamos todos juntos, a Comunidade e os 3 novos  -  Oração das Laudes, Meditação comunitária do Evangelho do dia  -  lanchamos juntos; só depois nos dividimos numa sala à parte: 3 membros antigos com os novos; os demais membros da Comunidade seguem sua programação formativa própria, até 12 horas. Portanto, para os novos se tem uma programação especial para eles, a partir da 2ª parte da manhã: trabalhamos em torno de um importante ponto tanto da Regra de Sto.Alberto como de nossas Constituições, sobre o “viver em obséquio de Jesus Cristo”. Na parte da tarde, pouco a pouco os introduzimos na prática de compromissos nossos como carmelitas descalços seculares: como fazer a leitura orante da Palavra de Deus no modo de oração teresiana, uma introdução e prática da Liturgia das Horas, História da Ordem... e uma breve introdução às nossas Constituições sob a forma de destaques. Se houver na programação algum encontro da Comunidade, do tipo retiro, recolhimento ou semelhante, os novos deles participam.

4º Assim acolhidos e cuidadosamente iniciados no estilo de vida dos Descalços Seculares os novos se sentirão bem mais confortáveis para ingressarem depois no período de experiência na Comunidade, sem maiores estranhamentos podendo concentrar-se nas práticas propostas.
Será sempre bom e oportuno oferecer explicações aos que pretendem conhecer nossa Ordem para que não se sintam nem de longe afastados de participação. Muito pelo contrário, como se vê, o interesse da Comunidade é acolhê-los facilitando sua inserção consciente e feliz. Ocorre muitas vezes que a experiência de outros grupos eclesiais da atualidade nos quais se pode entrar e sair sem mais explicações, quando bem se queira, isto não raro gera uma expectativa de algo semelhante entre os que se aproximam, como se fôssemos mais um desses grupos de oração. 
Gustavo Graciano de Sta.Teresa de Jesus, ocds - Formador